RN 24 Horas

A Noticias Vidrada 24 Horas. Veja toda notícia do Rio Grande do Norte e Região.
No WhatsApp, Disque 100 receberá denúncias de ataques a escolas

O serviço Disque 100 agora receberá denúncias de ameaças de ataques a escolas. Denúncias podem ser feitas via WhatsApp, no número (61) 99611-0100.

De acordo com o Ministério dos Direitos Humanos e Cidadania, podem ser enviados mensagens de texto, áudios, fotos, arquivos multimídia, links ou URLs. O denunciante não precisa se identificar, ele permanece anônimo.

É importante que o denunciante informe o local de destino da ameaça (escola, creche, universidade) e dados suspeitos, se possível. Se a ameaça for feita em ambiente virtual, é recomendável informar a rede social, site, endereço de e-mail, nome de usuário, URL do perfil no caso de Twitter, Instagram, Facebook e outras redes.

As informações, segundo o ministério, serão encaminhadas à polícia, Conselho Tutelar ou Polícia Federal.

O Disque 100 recebe e encaminha denúncias de possíveis ataques a creches, escolas e outras instituições de ensino e encaminha com urgência para as forças de segurança. A central está preparada para receber a denúncia em formulário próprio e encaminhá-la às autoridades policiais e ao Conselho Tutelar da região, bem como, nos casos em que forem fornecidos dados sobre crimes cibernéticos, encaminhá-los à Polícia Federal. O denunciante não precisa se identificar, a denúncia é anônima.

É importante que o denunciante informe dados como a localização da ameaça e os dados do suspeito, se possível. No caso de ambientes virtuais, informar os meios utilizados para a ameaça nas redes sociais, como site, rede social, endereço de e-mail; e o nome de usuário e URL do perfil no caso de Twitter, Instagram, Facebook, redes sociais em geral.

O Ministério da Justiça e Segurança Pública também possui um canal para receber denúncias de violência escolar. Denúncias sobre ameaças de ataques podem ser feitas no canal Escola Segura. As informações enviadas ao canal serão mantidas em sigilo e não há identificação do denunciante.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.