RN 24 Horas

A Noticias Vidrada 24 Horas. Veja toda notícia do Rio Grande do Norte e Região.
Raios no RN aumentam 41% e ultrapassam 76 mil em três meses

Com chuvas acima da média registradas em vários pontos do Rio Grande do Norte ao longo deste ano, a incidência de raios aumentou. Eles podem acontecer pouco antes do início da chuva ou no final da tempestade. Dados compilados pela Neoenergia Cosern com base na plataforma ClimaTempo mostram um aumento de 41% na ocorrência desse fenômeno natural entre 1º de janeiro e 31 de março deste ano em relação ao mesmo período de 2022. Em números absolutos, foram 76.271 descargas atmosféricas contra 54.169 .

Os meses de março – em ambos os anos – seguem registrando recordes de descargas atmosféricas com 25.949 e 36.797 ocorrências, respectivamente. De janeiro a março deste ano, a plataforma ClimaTempo registrou um aumento considerável no número de raios que descem em direção ao solo: 362,5%. Ou seja, de 7.956 a 36.797 em números absolutos.

“Monitoramos continuamente a questão climática em todas as regiões do Rio Grande do Norte. Nossas equipes são treinadas para atuar no menor tempo possível quando houver interrupção no fornecimento de energia causada por queda de raio, sempre priorizando a segurança da equipe e da população”, enfatiza Osvaldo Tavares, Superintendente Técnico da Neoenergia Cosern.

As descargas atmosféricas que já caíram no estado neste ano já causaram mais de 1.400 interrupções no fornecimento de energia elétrica e danificaram cerca de 400 equipamentos do sistema, entre postes, transformadores, isoladores e cabos. Além de causar distúrbios no sistema elétrico da distribuidora, a queda de tantos raios pode comprometer as instalações elétricas das residências.

“A energia contida no raio sempre busca a terra. Ao chegar a uma edificação, o caminho natural que ela percorre é através das partes condutoras das instalações elétricas, das ferragens estruturais ou, quando disponíveis, dos cabos e hastes específicos para esta função. Por isso, é de extrema importância que durante uma tempestade acompanhada de raios, as pessoas retirem os aparelhos elétricos das tomadas, como forma de evitar choques e danos aos aparelhos”, recomenda Osvaldo Tavares.

como se proteger

Procure abrigo assim que vir nuvens pesadas no céu ou ouvir um trovão;
Evite colher frutas, legumes ou verduras, abrigar-se ou caminhar perto de árvores;
Não fique perto de animais ou ande a cavalo;
Não fique perto de cercas de arame;
Não fique perto de objetos metálicos pontiagudos, como enxadas, pás e facões;
Não se abrigue sob alpendres, barracos e celeiros;
Não caminhe em áreas abertas;
Não fique parado em rodovias, ruas ou estradas;
Não suba a locais como telhados, terraços e montanhas;
Não tome banho na praia, rio, represa ou piscina durante uma tempestade;
Não utilize equipamentos elétricos ligados à rede elétrica;
Não fale ao telefone com fio ou use o celular conectado ao carregador;
Não use chuveiro elétrico.

Fonte: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Números

Relâmpago no RN em 2022

Janeiro: 20.239
Fevereiro: 7.981
Março: 25.949
Total: 54.169

Relâmpago no RN em 2023

Janeiro: 7.956
Fevereiro: 31.518
Março: 36.797
Total: 76.271

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.